A Unção do Possível Sobre Sua Vida!

Muita gente, assim como eu, ou foi criada em uma, frequenta ou tem contato com alguma denominação evangélica. Se você não preenche esses requisitos, ligue sua TV nas madrugadas ou sábado pela manhã que vai comprovar o que eu direi… pois bem! O que ia dizer mesmo? Lembrei! Você já deve ter ouvido várias expressões, tais como:

Creia no impossível para sua vida! Entre na dimensão do sobrenatural! Hoje milagres acontecerão aqui! (e todas as suas variações) Abrace o irmão do seu lado e diga que o ama!

Há mais expressões desse tipo, mas essas são as que me recordo agora. Antes de você, ofendido, clicar naquele “X” lá no canto superior da sua página e condenar esse texto, à perdição eterna, eu tentarei lhe advertir que não vou criticar quem gosta e pratica tais manifestações. Esse texto é para falar sobre mim. O falar de si, não significa necessariamente, ter que criticar outrem, apesar de ser muito fácil atravessar a ponte para o outro lado.

Quando comecei entender certas coisas que acontecem na igreja, sempre estranhava essas manifestações. Pessoas “obrigando” que milagres acontecessem sob pena de que não seriam homens ou mulheres “de Deus” (uma ameaça que devia deixar Deus amedrontado, encolhido num cantinho atrás do seu trono); pessoas descrevendo com detalhes eventos sobrenaturais, idas e vindas ao céu, inferno e derivados; sermões que descreviam o agir do Diabo com tantos detalhes que eu desconfiava que a pessoa só podia ter alguma intimidade com o sujeito para saber de tantos detalhes.

Mas o que me intrigava e intriga é o tal do “creia no impossível” e o “abrace seu irmão e diga que o ama”, esse último, considero uma tortura. Imagina você não vai com a cara do sujeito, o bloqueia no Facebook, troca de calçada pra não encontrar com ele e ter que dar um abraço e declarar a plenos pulmões que o ama?! Tem algo pior que isso? Enfim, essa expressão máxima da falsidade fraternal será tema de um próximo texto. Quero me concentrar no crer no impossível.

Sempre achei difícil crer no impossível. Não duvido que existam experiências com o sobrenatural, que fique bem claro (Isso quase sempre acontece comigo quando ouço a Aretha Franklin, leio o Fernando Pessoa e vejo o Jeff Beck tocar guitarra). Mas é que eu sempre estou tão ocupado na difícil tarefa de crer no possível… Isso mesmo crer no possível. E o que são estas tais coisas possíveis que eu acho difícil de fazer? Eis uma pequeníssima relação:

  • Sair pra comer uma pizza e convidar um mendigo, um bêbado e garoto de rua pra sentar à mesa comigo – Lucas 14.12;

  • Saber ouvir alguém te acusar injustamente sem voar no pescoço dele – Jó com seus amigos;

  • Ver o seu próximo cometendo o maior vacilo, ficar quieto e apenas orar por ele – I João 5.16

  • Resistir à tentação de julgar, mesmo tendo a certeza que a pessoa merece ser queimada na fogueira – Mateus 7.

  • Presenciar injustiça e sofrimento acontecendo todo dia à sua volta e ter a santa atitude de ficar p… com isso e fazer alguma coisa, porque só indignação interior não resolve e depois de fazer ficar quietinho e não sair espalhando que é a melhor pessoa do mundo – Mateus 6.14

  • Suportar muita coisa, calado, por que se abrir a boca vai se igualar ou fazer pior que os detratores – Domínio Próprio

  • Curtir os poucos prazeres vida que Deus nos dá sobre a terra, com a mulher que ama, com os amigos, sem se preocupar com o que outros vão dizer isso e sem culpa interior – Eclesiastes 9.7-9;

  • Cuidar e dar amor e o que for necessário à sua família porque esse é o maior ministério que alguém pode assumir – I Timóteo 5.8;

  • Amar e defender os direitos daqueles que, para você, moral/religiosa/penal e socialmente são absolutamente condenáveis, pelo simples motivo que Jesus derramou por eles a mesma quantidade de sangue que derramou por você – I João 4.19-21.

Vou parar com a lista porque acho que ela nem tem fim. Quando eu resolvi ingressar nessa de seguir Jesus (favor não confundir com frequentar uma igreja), percebi a dificuldade que é realizar coisas básicas e simples que ele ordenou que praticassemos, sob a advertência de termos nossa justiça classificada em uma colocação pior que a dos fariseus (um pessoal chato da época dele) e nossa entrada no reino dos céus seriamente ameaçada.

Entenderam a minha dificuldade em sair por ai, crendo no impossível e decretando o sobrenatural na vida das pessoas? Eu não me sinto competente para tal. O possível, o natural, a ausência do milagre, o pé no chão da vida como diz Ricardo Gondim, as tarefas básicas do quotidiano me são muito difíceis e luto contra mim todos os dias para cumprir algumas delas. Eu até desconfio que muita gente que vive com a cabeça nas nuvens, à caça de demônios e batendo papos com todo arcanjo que vê na esquina, na verdade, não esteja fugindo de suas obrigações possíveis… Mas eu prometi não falar de ninguém. Aquieta-te, minha alma.

Anúncios

6 pensamentos sobre “A Unção do Possível Sobre Sua Vida!

  1. Bom, antes de mais nada Parabéns meu caro, pelo texto…As vezes eu me perco na dúvida de concordar ou não contigo…rsrs’ (deve ser implicância).

    Pena que não se estendeu na parte sobre amar o próximo,”em Jesus”.
    Me fez lembrar do querido Ricardo Gondim, quando disse:

    “Não gosto da condescendência beata que diz: “eu amo fulano de tal embora não concorde com tudo o que ele diz.” e disse mais: “Quem mistura amor com o debate das ideias, não sabe o que é relacionamento e nem reflexão.” “Quer saber de outra frase piegas me deixa arrasado? “Eu te amo por causa de Jesus”. Sério? Quer dizer que só por Ele? Acho que vou agradecer.”

    ACHO QUE VOCE COMO ALUNO, APESAR DE BIXO AINDA (RS), TÁ APRENDENDO MUITO…E QUE BOM!

    Quanto a mim, não sei ainda o que discursar, reconheço que o meu amor ainda falta ser posto mais em prática, afinal eu amar meu irmão em Jesus, mas quando Jesus sai (se é que Ele tava ali né), eu o odiar, acontece mais comumente do que se imagina…talvez o palco disto a gnt já sabe onde fica! E infelizmente somos adestrados a isso…Sorte de quem consegue se libertar cedo. E quanto as coisas impossíveis, deixa pra Deus…No momento, eu nem das possíveis tô dando conta…Infelizmente…

    Abraço, meu chapa. rsrs’ 🙂

    • Opa srta! Só de causar a dúvida, já fico satisfeito. Nao se preocupe, posts sobre os tais beatos condescendentes ainda virão. Valeu pelo coments e eu n sou bixo! Só pareço um pokim qdo a barba tá grande. Abraçoo

  2. Grande John…a cada dia aprecio mais suas pancadas doutrinárias!!! É isso ai garoto vamos levar um pouco do óbvio aos “santificados”!!!!
    Abraço

    • ‘Pancada doutrinária’ foi pancada man! Rsrs pois é amigo…pessoal precisa mesmo de um pouco do óbvio, do factível. Ficam tentando arrombar as janelas da espiritualidade enquanto a porta está aberta.

  3. Muitas vezes também paro e penso nas coisas básicas e possíveis da vida que devemos ou deveríamos cumprir a cada dia…
    Acho que amar o nosso próximo está no simples fato de suportar a fraqueza um dos outros e respeitar a individualidade de cada um. Para tanto, não precisamos usar de falsa-comunhão uns com os outros, porque muitas vezes estamos magoados com o outro, mesmo assim não deixamos de ter comunhão com ele, AMANDO-O; quando passamos a entendê-lo como sendo feito da mesma matéria que nós (ainda não tendo um corpo “glorificado”, somos CARNE e OSSINHOS – muitos se esquecem disso!!!). Pois é, gostei muito de ler esse artigo de opinião, rsrs’
    Creio no Deus do Impossível, por cada momento em que Ele age e nós muitas vezes nem percebemos, não necessariamente em coisas magníficas, mas no poder que Ele tem de nos perdoar por sua miseicórdia e não nos consumir a cada dia.

    • Concordo emilia, apesar de não crer na existência de falsa-comunhão. Existe falsidade e siceridade. Comunhão existe ou não existe. Abraço, valew pelo coments!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s